Dez principais celebridades de Hollywood, famosas pelo trabalho humanitário

3

Ajudar as vítimas inocentes é a característica das pessoas nobres. Nem todos nós temos coragem suficiente para enfrentar a opressão e falar a verdade em voz alta. Apenas algumas das quase sete bilhões de pessoas em todo o mundo têm a coragem de fazê-lo na maior parte do tempo, quando se trata de exibir algum ousadia, quase cada um de nós dá um passo para trás e se agacha como uma galinha. Presume-se que as celebridades sejam diferentes tipos de seres humanos, sem sentimentos normais como qualquer outro ser humano comum. Essa suposição, no entanto, não é tão verdadeira, e sim inautêntica. As celebridades são na verdade muito parecidas conosco, seres normais com coração compassivo. Eles estão cheios de empatia. Essa é a única razão pela qual vemos muitas celebridades de Hollywood trabalhando pelos direitos humanos em diferentes áreas e regiões. Fora da distinção de raça, religião e país eles levantam a voz pelos oprimidos contra a opressão. A seguir estão os grandes nomes, nomes ilustres por seu trabalho filantropo.

10 celebridades de Hollywood famosas pelo trabalho humanitário

10 Mark Ruffalo

Salvar pessoas da destruição política também é um serviço à humanidade. Essa é a ideologia de Mark Ruffalo, que fez os americanos ponderarem pelo menos uma vez para levarem a sério a eleição de 2016. Ele estava pedindo ao público que votasse contra Trump devido às suas opiniões egocêntricas sobre quase tudo.

9 Salma Hayek

Ouvir o nome de Salma Hayek dará emoção não apenas aos homens, mas também às mulheres. Esse ar quente tem não apenas lindo rosto, mas uma linda alma também refletida em seu trabalho pelo amor humano. Ela é uma voz poderosa em países de imigração contra a violação dos direitos da criança. Ela trabalhou para as crianças pobres do México para ajudá-los a parar com as drogas.

8 Brad Pitt


Assim como sua ex-esposa, Brad Pitt também trabalha para salvar a espécie humana em diferentes plataformas como The Make It Right Foundation e Global Green. Ele se encontrou com o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, presidente da Câmara e vários senadores para divulgar sua ideia de moradias verdes. Com Angelina Jolie, ele doou quase US $ 8 milhões para instituições de caridade.

7 Kanye West


Além de ganhar vários prêmios e estabelecer recorde na indústria fonográfica, Kanye West também é apaixonado por espalhar o amor em termos de direitos humanos. Com a Fundação Dr. Dona West trabalhou com a ambição de aumentar a proporção de alunos na escola. Fora isso, ele também trabalhou para a Human Rights Watch e Médicos sem Fronteiras.

6 Lindsay Lohan


Muitos ficariam surpresos em vê-la nesta lista, mas ela trabalha contra a violação dos direitos humanos, só que começou há poucos meses. Refugiados sírios são agora seu foco principal e ela parece ser como um pedaço de pau na lama profunda. Trabalhar com o presidente turco e organizações de caridade turcas revelou um novo lado dela para seus fãs. Ela agora construiu sua própria base para trabalhar fora das influências políticas.

5 Beyoncé


Beyoncé falou contra as sombras escuras da distinção racial prevalecente no mundo. Desde Run the World 2011, até hoje como em Formação ela quebra tabus e mostra ao mundo como é ser negra no mundo. Beyoncé colocou essa conversa em um nível totalmente novo. Ela é o farol de esperança para os negros nos EUA e no mundo todo.

4 Lady Gaga


A agressão sexual é uma das violações mais comuns dos direitos humanos. É uma das áreas mais importantes de se falar. Lady Gaga parece ter coragem de não apenas falar contra ela, mas mostrar algumas ações. A cantora se apresentou na 88ª premiação da academia destacando o mesmo assunto.

3 George Clooney


Ahh, quem não conhece George Clooney, a primeira paixão de todas as meninas? Além de ser simplesmente charmoso, George também tem um lado muito bonito dele. Ele é sensível, compassivo e bastante humano. Esses são os atributos que o motivam a trabalhar pelas pessoas atingidas por calamidades em todo o mundo. O mais marcante de tudo isso é que ele não hesita em ser político para ajudar a humanidade. A organização internacionalmente famosa “Not on My Watch" é uma iniciativa de George Clooney e seus amigos de Hollywood como Brad Pit e Matt Damon. O objetivo dessa organização era impedir o genocídio que estava ocorrendo no Sudão. Ele visitou pessoalmente o local, conversou com o povo e garantiu sua ajuda moral e financeira.

2 Oprah Winfrey


O rosto icônico da filosofia filantrópica dos tempos modernos não é outro senão Oprah Winfrey. Ela é uma mulher barulhenta por falar contra as violações dos direitos das mulheres. Em seu programa ” The Oprah Winfrey “, ela costuma educar seu público sobre esse assunto.

1 Angelina Jolie


Como podemos falar em falar pelos direitos humanos e não falar de Angelina Jolie? A carismática atriz é bem conhecida pelo seu lado suave. Angeline trabalha para as Nações Unidas desde 2011. Tudo começou depois de seu filme Tomb Raider, que foi filmado no Camboja devastado pela guerra. Esta se tornou a inspiração por trás de seu trabalho muito apreciado para a crise humana. Miss Jolie foi para as Nações Unidas para ajudar no trabalho de refugiados e pessoas deslocadas. Ela trabalhou para a Tunísia, Paquistão, Iraque, Egito, Sri Lanka, Costa Rica, Índia, Síria e muitos mais. A maior parte de seu trabalho, porém, foi para países de maioria muçulmana atingidos por crises humanas externas ou internas.

Além dos refugiados, a área de trabalho de direitos humanos de Angelina Jolie era a pobreza, para a qual ela construiu sua própria organização chamada Fundação Jolie-Pit. A fundação se concentra na pobreza rural, recursos naturais e vida selvagem. Ele também doa para uma pequena organização de caridade de médicos com o objetivo de erradicar os problemas médicos de pessoas com finanças baixas.

O terceiro maior trabalho de Angelina Jolie foi pela igualdade racial. Uma lição muito necessária de que todos precisamos hoje. Seu discurso na Radio 4 em maio de 2016 ficou mais popular do que ela pensava, exortando o mundo a ter empatia um pelo outro fora das diferenças raciais. Angelina realizou 26 causas, escreveu 196 artigos, trabalhou para 29 instituições de caridade e participou de 12 vídeos a esse respeito. Ela certamente será lembrada como uma filantropa do que apenas uma atriz.

Fonte de gravação: wonderslist.com

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação