10 jogadores de futebol que morreram tragicamente após sofrer lesões em campo

28

Onde por um lado o futebol é considerado um dos jogos mais vistos do mundo. Por outro lado, é um daqueles esportes perigosos em que todo o corpo fica exposto a qualquer tipo de lesão física. A morte é inevitável na maioria dos cenários em que as lesões são graves ou exaustão aguda levando a paradas cardíacas. Aqui está uma lista de 10 jogadores de futebol que morreram tragicamente ao sucumbir às lesões sofridas em campo. Estes são os 10 maiores jogadores de futebol que morreram jogando.

# 10- Peter Biaksangzuala

Peter Biaksangzuala era um futebolista indiano que morreu no dia 19 de outubro de 2014. Ele estava comemorando um gol depois de cair desajeitadamente no pescoço durante uma cambalhota e apenas desmaiar no campo. Ele foi levado às pressas para o hospital e levado para a UTI em seguida. Seus presos pensaram que ele iria se recuperar, mas seus ferimentos na coluna estavam além da recuperação. A liga que ele jogava na época decidiu aposentar sua camisa 21. Ele tinha apenas 23 anos.

# 9- Endurance Idahor

Endurance Idahor era um jogador de futebol nigeriano que jogava por um clube sudanês quando desabou no meio-campo e morreu a caminho do hospital. O relatório da autópsia revelou que ele sofreu um colapso circulatório devido a um ataque cardíaco. Ele tinha 25 anos.

# 8- Akli Fairuz


O jogador da Indonésia de 27 anos colidiu com o goleiro adversário durante a partida e foi internado no hospital. Ele morreu devido a uma hemorragia interna no dia seguinte.

Veja também; Os 10 melhores jogadores de futebol.

# 7- Piermario Morosini


Em 14 de abril de 2012, durante uma partida na Itália, Morosini tropeçou no chão e perdeu a consciência ao tentar se levantar. Ele recebeu atenção médica em campo quando um desfibrilador foi usado nele. Morosini sofreu uma parada cardíaca fatal em campo e depois de ser levado ao hospital, a partida foi abandonada. Alguns jogadores teriam "deixado o campo em lágrimas". Reportagens da mídia italiana foram alertadas de sua morte após uma ‘explosão de gritos e lágrimas’ por seus companheiros de equipe que o acompanharam ao hospital. Ele tinha 25 anos.

# 6- Marc Vivien Foe


Em 26 de junho de 2003, Foe desmaiou aos 72 minutos da partida. Embora ainda vivo quando a equipe médica chega ao estádio, ele morre logo em seguida. Os médicos passaram 45 minutos tentando reiniciar seu coração, mas tudo em vão. A primeira autópsia não concluiu o motivo de sua morte, mas a autópsia de encon concluiu que era devido a cardiomiopatia hipertrófica, uma condição hereditária conhecida por aumentar o risco de morte súbita durante o exercício físico. Seu empresário queria substituí-lo minutos antes de sua parada cardíaca, observando o quão cansado ele parecia, mas Foe sinalizou que ele queria continuar. Ele tinha apenas 28 anos.

# 5- Hrvoje Custic


Hervoje Custic era um jogador de futebol croata que jogou como meio-campista. Ele sofreu graves ferimentos na cabeça após colidir com uma parede de concreto posicionada a cerca de três metros da linha lateral que separa o campo das arquibancadas. Após uma cirurgia, ele entrou em coma induzido e sua condição permaneceu estável até 2 de abril de 2008, quando uma infecção causou um rápido aumento em sua temperatura corporal, piorando sua condição. O hospital confirmou que ele tinha morte cerebral no mesmo dia.

# 4- Antonio Puerta


Em 26 de agosto de 2007, Puerta desmaiou e perdeu a consciência na área penal devido a uma parada cardíaca. Depois de se recuperar e ser substituído, ele foi capaz de caminhar até o vestiário, onde desmaiou novamente. Ele foi levado para a terapia intensiva e recebeu reanimação cardiopulmonar. Em 28 de agosto, seu médico relatou que Puerta havia sofrido de falência de múltiplos órgãos e danos cerebrais irreversíveis como resultado de múltiplas paradas cardíacas prolongadas devido a uma doença hereditária conhecida como displasia arritmogênica do ventrículo direito. Ele tinha 22 anos e esperava seu primeiro filho na época de sua morte.

3- Paulo Sérgio Oliveira da Silva


Em 27 de outubro de 2004, Serginho sofreu uma parada cardíaca fatal aos 60 minutos de jogo. Diz-se que seu coração parou no local em que foi levado para o hospital. Um relatório de autópsia posterior mostrou que o coração de Serginho pesava 600 gramas, duas vezes o tamanho de um coração humano médio. Ele tinha 30 anos.

Veja também; 10 mortes mais trágicas da história.

# 2- Miklos Feher


Em 25 de janeiro de 2004, durante uma transmissão ao vivo pela televisão, Feher repentinamente se curvou para a frente, aparentemente com dor, e então caiu no chão para trás. Membros de ambas as equipes correram em seu socorro antes que a equipe médica chegasse e uma ressuscitação cardiopulmonar foi realizada no campo até que uma ambulância o levou às pressas para o hospital. A maioria dos jogadores em campo começou a chorar enquanto ele ainda estava em campo, percebendo que algo sério havia acontecido. A comunicação social portuguesa cobriu o seu estado ao longo do dia e a sua morte foi confirmada antes da meia-noite. A causa é arritmia cardíaca causada por cardiomiopatia hipertrófica. Seu clube retirou a camisa 29 que ele usava em sua memória. Ele tinha 24 anos.

# 1- Phil O’Donnell


Phil O’Donnell era um jogador de futebol escocês e ganhou duas vezes o prêmio Escocês PFA de Jovem Jogador do Ano. Em 29 de dezembro de 2007, durante um jogo, quando estava prestes a ser substituído, ele desmaiou. Ele foi tratado em campo por cinco minutos e levado para o hospital. Ele foi declarado morto mais tarde naquela noite. Um exame post-mortem foi realizado em 1º de janeiro de 2008 e foi revelado que ele morreu de uma insuficiência ventricular esquerda. Ele deixou sua esposa e suas filhas Megan e Olivia e filhos Christopher e Luc. Ele tinha 35 anos.

Fonte de gravação: www.wonderslist.com

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação